Papo com que entende!

23
ABR
2013

Sabe da Última?

MarjorieMelo

Apesar do MAQ não ser um blog específico de beleza, não temos falado noutra coisa por aqui, nos últimos dias, não é? Hoje não vai ser diferente…

Acho que todas concordamos que, com o passar dos anos, nossa beleza mais bonita vai brotando de dentro pra fora, ela está nas atitudes, na gentileza, no amor pela vida e pelos outros, na auto-estima, no bom papo, no brilho nos olhos, no equilíbrio e em todas as outras delícias com as quais a maturidade nos presenteia. Como bem colocou a Carla Bruni em entrevista à revista Veja: “Depois dos 35 o que ilumina a pele é se ela é amada ou não, se ela ama ou não, se ela é educada ou não, se ela sabe falar ou não. Depois dos 35 anos, a beleza vem do caráter. Do jeito como os problemas são enfrentados, da alegria de acordar e da leveza ao dormir (…). Depois dos 35 anos, só a felicidade rejuvenesce.” 

Isso não quer dizer que a gente deva largar a mão da superfície, não é? Fazer o que estiver ao nosso alcance (sem exageros e sem gastar todas nossas economias) para garantirmos nosso bem-estar, mantermos a saúde da pele e do corpo e nos sentirmos bonitas até o último dia. Cuidamos de tantas coisas e de tantas pessoas o tempo inteiro – cuidar é o verbo mais conjugado na minha vida! – por que seria diferente com a gente mesmo?!

Muito bem, fui atrás de uma bate-papo (ainda que virtual!) com uma dermatologista, mas queria alguém que, além de ser reconhecidamente boa no que faz, estivesse próxima dos 40 e sensibilizada, como nós, com a fase que atravessamos, então me lembrei da Marjorie, contemporânea do colégio, cuja pele é seu melhor cartão de visitas! Enviei algumas perguntas para ela que deveriam servir como um roteiro para um bate-papo bem informal. Abaixo segue a transcrição das respostas da Dra. Marjorie Melo (a quem, desde já, agradeço muitíssimo pela colaboração com o blog e a disposição em dividir o que sabe!):

Nossa pele, aos 40

A pele é constituída por 3 camadas, a epiderme, derme e hipoderme. A derme é constituída por um tecido conjuntivo que contém fibras elásticas e colágenas que dão elasticidade e firmeza a pele. Com o envelhecimento, essas fibras alteram-se e começam a se degenerar, mudando seu aspecto, evidenciado pelas rugas. Aos 30 anos, a pele mostra os primeiros sinais de envelhecimento. Ocorre uma diminuição dos mecanismos de defesa da pele, o que deixa que os radicais livres atuem mais. A renovação celular se torna cerca de 20 vezes mais lenta, deixando a pele menos viçosa. As glândulas sebáceas alteram-se, produzindo menos sebo, o que termina por desidratar as células cutâneas e as células pigmentares provocam mudanças na cor da pele, fazendo surgir pintas e manchas. Aos 40 anos, a espessura da pele é menor ainda. A pele está mais desidratada , o tônus muscular já dá sinais de cansaço, gerando flacidez facial. Além das alterações fisiológicas da pele, existe o envelhecimento extrínseco. Aquele decorrente do efeito da radiação ultra-violeta do sol sobre a pele durante toda a vida. O sol é o principal responsável pelo envelhecimento cutâneo. A proteção solar deve ser iniciada na infância, responsabilidade dos pais.

Cuidados mínimos

O ideal é limpar, hidratar e proteger a pele do sol pela manhã. Nesse ritual diário, a limpeza tem o papel de remover as células mortas, maquiagem, excesso de gordura e sujeira, e com isso, facilitar a penetração dos princípios ativos dos cremes que virão na seqüência. O hidratante é importante porque quando a pele está desidratada, ela não funciona de forma adequada. Ao hidratá-la, ajudamos a recuperar a umidade da pele e manter sua função. É importante ressaltar, que a escolha dos produtos usados para a limpeza, vai depender do tipo de pele. Assim se a pele é normal ou seca, devemos optar por um sabonete neutro suave e tônico sem álcool, diferente da pele oleosa. O esfoliante deve ser usado em uma ou no máximo duas vezes por semana por todas as peles, em todas as idades. Para retardar o processo natural de envelhecimento, antes mesmo de recorrer tratamentos estéticos e cirurgias, o melhor a fazer é associar o bem-estar físico ao bem-estar mental, isto é, ter uma boa alimentação, fazer dieta, fazer atividade física, não fumar, ingerir muita água e sempre que possível relaxar. Nunca é tarde para começar!!!

Botox e outros tratamentos…

Aos 40 anos, já é possível investir em alguns tratamentos estéticos como aparelhos a laser para estimular colágeno (entre eles a radiofreqüência e o laser infra-vermelho), a luz pulsada para clareamento da pele e fechamento dos poros e os peelings. O preenchimento e a toxina botulínica em muitos casos já tem boa indicação também. Aos 40 anos, a mulher já começa a apresentar rugas finas ao redor dos olhos e na testa. O objetivo da toxina botulínica é deixar o rosto mais natural, sem prejudicar sua expressividade, reduzir os movimentos faciais e não eliminá-los. O preenchimento a base de ácido hialurônico é indicado para a reposição de volume, principalmente na região do sulco nasogeniano. O ácido hialurônico é uma substância produzida naturalmente pelo organismo e que está presente na pele. Sua função é reter água, conferindo hidratação e volume.

Eu sou super a favor de Botox, preenchimento e tratamentos a laser para estímulo de colágeno e clareamento da pele, desde que com uma boa indicação para dar um ar descansado e não exagerado ao rosto. Hoje existe no mercado várias marcas de aparelhos, é difícil dizer qual é bom, qual não é, cada médico tem a sua experiência com determinado aparelho. Como eu disse, a radiofrequência e o laser infravermelho para estímulo de colágeno, são tecnologias com vários estudos científicos e que dão resultado. Infelizmente, esses aparelhos ainda são muito caros, tanto para o médico como para o paciente, o que resulta num procedimento caro. É importante explicar muito bem para o paciente o que esperar de resultado, não é uma cirurgia plástica, o resultado é sutil, uma maior firmeza a pele. Por isso, é interessante fazer em mulheres mais jovens, ao redor dos 30-40 anos, quando o grau de flacidez é menor e podemos observar um melhor resultado.

O ritual da doutora

Na minha rotina diária da pele eu associo produtos manipulados, que adoro, e, industrializados. Pela manhã um sabonete, uma loção adstringente, a vitamina C e o creme dos olhos, antes do protetor. À noite eu alterno a aplicação de ácidos e cremes com princípios ativos clareadores e hidratantes.

linha5 Papo com que entende!

E é isso, minhas queridas. Nada de exageros, nada de escravidão. Levanto a bandeira da naturalidade, da saúde e do cuidado amoroso com nosso ser – corpo, mente, intelecto e espírito.

Marjorie Melo é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e está inscrita sob o CRM 94733.

comentários

  1. Izabel disse:

    Me falta disciplina!!
    Boas dicas, vou me policiar!

envie seu comentário

maisquarenta

MarjorieMelo

Papo com que entende!

Apesar do MAQ não ser um blog específico de beleza, &...