Romance de novo

31
JAN
2013

Pequenos Grandes Prazeres

Barak Obama

Você já deve ter visto a foto acima e talvez saiba que ela conquistou o título de foto-mais-curtida-da-história-do-Facebook, com 4.445.152 curtir (o último deles é meu!), 580.311 compartilhamentos e 215.935 comentários. Ela foi postada na fanpage de Barak Obama, no dia 07/11/12, logo após sua vitória nas eleições americanas, acompanhada do texto “four more years”. O assunto já está bem ultrapassadinho, mas é que li um artigo sobre esta foto ontem, na Vogue QG de dezembro, escrito por Ivan Martins e não resisti à tentação de retomar o assunto por aqui.

Minha pergunta é: se o presidente reeleito tivesse escolhido outra foto pra postar neste dia, talvez uma em que aparecesse sozinho com os braços erguidos em comemoração ou mesmo ao lado da primeira-dama e das filhas, será que alcançaria esta marca? Eu acho que não. Mais do que a vitória do presidente, acredito que o tocante nesta imagem é o abraço encaixado, os olhos fechados, a conquista conjunta, a cumplicidade e o amor sincero que parece existir entre esses dois. Se foi um golpe de marketing eleitoral, eu caí feito um patinho. Por mais que a gente endureça, se desiluda, por mais que a gente se independa ou se fruste, por mais que a gente atravesse momentos difíceis num relacionamento e não saiba onde foi parar o frio na barriga, o olhar apaixonado, as gentilezas e o gosto gostoso do romance, é natural acreditar e querer o amor na nossa vida, ter alguém e torcer para que seja verdadeiro e duradouro. Só que torcer não basta, não é? A gente precisa trabalhar pra isso, lembrar todo dia dos motivos que nos uniram, cultivá-los e, importante, permanecermos apaixonáveis. Entendi uma coisa muito útil durante os meus (quase) 15 anos de casamento: pra termos ao nosso lado o companheiro dos nossos sonhos, precisamos, também, lembrar de ser a companheira dos sonhos dele.

Recentemente, uma amiga disse estar farta do “complexo de cinderela” que incutiram na gente. Essa mania que nós, mulheres, temos de viver em busca do príncipe encantado (e do felizes-para-sempre), de nos sentirmos incompletas enquanto não o encontramos ou, pior, frustadas quando o encontramos, mas ele não é tão encantado assim… Em parte, concordo com ela, acho até que é este tal complexo que faz com que a gente desista cedo do romance, uma vez que ele nunca é igual aos dos filmes. Também concordo que é fundamental nos escutarmos, nos conhecermos, irmos em busca do que nossa alma nos pede, desfrutarmos da nossa própria companhia, nos sentirmos livres. Então poderemos, livremente, escolher estar com alguém (ou não). Para sempre, enquanto felizes.

“Eu não seria o homem que sou hoje se não fosse pela mulher que aceitou casar comigo mais de 20 anos atrás”, disse Obama no discurso de posse. Batida a frase, né? Mas, pasmem, eu acredito na frase e acredito no Obama – ele realmente não estaria lá sem sua Michelle. Assim como o casal da Casa Branca, acredito nos relacionamentos em que um melhora o outro e constroem coisas juntos, se respeitam e se ajudam, ninguém se anula, têm planos em comum, relevam bobagens, dialogam, partilham uma taça de vinho, massageiam os pés, entendem a importância do “tempo com os amigos”, curtem sexo e o apimentam de vez em quando, se irritam com pequenas manias, brigam, discutem, ficam de mal, mas só querem ficar de bem.

Podem me chamar de piegas, antiquada, romântica, iludida… não dou a mínima. O amor me comove e ponto final.

linha7 Romance de novo

PS: ontem à noite, assisti ao filme Quando Me Apaixono (Then She Found Me), que mostra a vida conturbada de uma mulher de quase 40, louca para ter um filho e na iminência de uma separação. O filme não é nenhuma maravilha, força a barra em alguns pontos, mas vale a pena pela atuação incrível e emocionante da Helen Hunt (linda e sexy aos quase 50 anos!) e pelo diálogo final entre ela e Colin Firth. É um bom resumo de tudo que quis dizer até agora. Assistam e depois me contem, ok?

Nenhum comentário ainda

envie seu comentário

maisquarenta

Barak Obama

Romance de novo

Você já deve ter visto a foto acima e talvez …...