Pesquisa

14
FEV
2013

Pesquisas

Pesquisa

Há uns dez dias, mandei um email para 56 amigas, mulheres entre 36 e 43 anos, pedindo que respondessem à seguinte pergunta: “quais são as 5 coisas que você mais ama?”. Não pedi ordem de preferência, nem que pensassem muito pra responder. Um total de 26 amigas respondeu, o que considero uma pequena, mas interessante amostragem do nosso universo.

Abaixo seguem descritos os 5 itens mais votados, mas vale mencionar que Deus, cinema, praia e maquiagem também foram citados com maior frequência. No quesito quase-morri-de-rir, merece destaque a resposta “acordar de manhã e ver que a empregada e a babá não faltaram”! É verdade… sem elas nosso mundo cai!

Vamos à lista…

Família1 Pesquisa

linha2 Pesquisa

Amigos1 Pesquisa

linha2 Pesquisa

Viajar1 Pesquisa

linha2 Pesquisa

Namorar1 Pesquisa

linha2 Pesquisa

Comer1 Pesquisa

linha2 Pesquisa

Curti tanto a brincadeira que até criei uma categoria nova aqui no blog, chamada “Pesquisas” e pretendo fazer novamente, com outros assuntos, de tempos em tempos. Quem se interessar em participar, por favor, me avise deixando um comentário aí embaixo, ok?

Quarentona fresquinha!

07
FEV
2013

Quarentonas

Marcilene

Finalmente consegui fazer um post  na seção “Quarentonas” no dia do aniversário de 40 anos da minha convidada – e não é qualquer convidada, trata-se da minha querida amiga Marcilene! Hoje ela completa 40 aninhos, cheia de vitalidade e com vigor de fazer inveja a muita menininha por aí! A Má é dessas pessoas de amizade fácil, coração aberto (e enorme), sorriso insistente no rosto e gargalhada solta – é uma companhia deliciosa. Trabalhamos juntas por pouco mais de um ano, o suficiente para nos conhecermos bem e nos afeiçoarmos muito. Ela é uma profissional dedicada, incansável, daquelas que “vestem a camisa”, mesmo! Mas de todas as coisas que a Marcilene é, ser mãe é o que ela sabe fazer de melhor, tem duas filhas lindas, doces, amigas, bem-educadas e que sabem retribuir todo cuidado que recebem dela – um trio e tanto, sou fã!

Feliz aniversário, Má, com todas as bençãos que possam vir do Céu pra você e suas meninas!

pingpong Quarentona fresquinha!

Ping-pong 

  • Uma cor: preto
  • Um cheiro:  Chanel
  • Um lugar: Paris
  • Uma música: “Viva La Vida”, do Coldpaly
  • Um artista: Tony Ramos
  • Um sonho realizado: ser mãe da Mariana e da Polyana
  • Um sonho a realizar: formar minhas filhas, uma médica e outra promotora (sonho delas… e meu também! Kkkkkk….)
  • O charme em pessoa: George Clooney
  • Um defeito seu: sou ansiosa
  • Um mal necessário: dinheiro

filo Quarentona fresquinha!

Filosofando

  • Eu sou… alegre
  • É muito difícil… cuidar de tudo sozinha
  • Um dia eu vou… ser totalmente independente
  • Adoro… passear
  • Eu não resisto…  a compras! (Roupas, sapatos, bolsas, óculos…)
  • Não faz nenhum sentido… chutar o balde
linha1 Quarentona fresquinha!

Fazer 40 anos foi…

Normal… depois dos 30, estou no lucro! Kkkkk…

pergunta Quarentona fresquinha!

Perguntas grandes 

  • Quem gostaria de ser por 1 dia?
  • Luciano Huck e FAZER MUITO PELAS PESSOAS!
  • Qual super-poder gostaria de ter?
  • Ser invisível.
  • Quem você quer por perto quando está com medo?
  • Minha mãe.
  • O que te emociona muito facilmente?
  • Lembrar de quando minhas filhas sofreram uma perda (decepção) e eu não pude fazer nada.
  • Deus existe? Como Ele é pra você?
  • Sim, existe, Ele é uma mãezona.
  • Se pudesse viajar no tempo e passar um dia no passado, para que época iria? 
  • Não gosto de passado, quem gosta é museu… Kkkkk!
  • Ouça os seus pés. O que eles dizem neste momento?
  • PRAIA!
  • Que animal selvagem você gostaria de ter no quintal?
  • Um tigre branco.
  • O que tem atrás da porta?
  • Alegria e esperança.
  • Com quem você sempre pode contar?
  • Com minha irmã.

Já deu, né?!

05
FEV
2013

Minhas Dicas

Protesto

Tenho uma confissão e um convite a fazer a vocês…

Confesso que nunca tive muita disposição pra me envolver com política. Acho o tema chato, já dei o caso por perdido e sempre preferi viver ao largo dessa sujeirada toda. A vida do cidadão comum segue o rumo, engolimos os absurdos e acabamos fingindo que não é com a gente, até porque é mais confortável assim – somos uns conformados, na verdade. Assumo minha omissão, mas não me orgulho dela. Acontece que as coisas estão passando muito dos limites, a corrupção virou banalidade e quando alguém faz apenas o correto, como fez o Ministro Joaquim Barbosa, vira semi-deus. Palmas pra ele, merece mesmo todo nosso respeito, mas ele não é herói, ele é correto. O fato é que a corrupção já é esperada, então não nos choca mais. Que coisa triste! Colocar ladrão no comando do Senado e aprovar aumento de 103% no salário do vice-prefeito (no primeiro mês de mandato!) é de um descaramento tamanho que não dá pra ignorar. Estão nos chamando de trouxas na cara dura. Pois bem, fiz um pequeno protesto por escrito (abaixo), imprimi uma cópia e colei no parabrisa traseiro do meu carro. Vou andar com ele por aí por algum tempo – acho que é uma maneira simples e imediata de mostrar que há alguma vigilância, alguma reação. Se mais gente fizer o mesmo, é possível que nosso prefeito receba o recado. Fiz este convite na minha página do Facebook e também faço a vocês, leitores da minha cidade, São José dos Campos: se gostarem da ideia, imprimam, colem no seu carro também e compartilhem com o máximo de pessoas que puderem. Precisamos aumentar este coro, ganhar alguma voz e fazer, ao menos, o que está ao nosso alcance.

linha Já deu, né?!

Protesto2 Já deu, né?!

Romance de novo

31
JAN
2013

Pequenos Grandes Prazeres

Barak Obama

Você já deve ter visto a foto acima e talvez saiba que ela conquistou o título de foto-mais-curtida-da-história-do-Facebook, com 4.445.152 curtir (o último deles é meu!), 580.311 compartilhamentos e 215.935 comentários. Ela foi postada na fanpage de Barak Obama, no dia 07/11/12, logo após sua vitória nas eleições americanas, acompanhada do texto “four more years”. O assunto já está bem ultrapassadinho, mas é que li um artigo sobre esta foto ontem, na Vogue QG de dezembro, escrito por Ivan Martins e não resisti à tentação de retomar o assunto por aqui.

Minha pergunta é: se o presidente reeleito tivesse escolhido outra foto pra postar neste dia, talvez uma em que aparecesse sozinho com os braços erguidos em comemoração ou mesmo ao lado da primeira-dama e das filhas, será que alcançaria esta marca? Eu acho que não. Mais do que a vitória do presidente, acredito que o tocante nesta imagem é o abraço encaixado, os olhos fechados, a conquista conjunta, a cumplicidade e o amor sincero que parece existir entre esses dois. Se foi um golpe de marketing eleitoral, eu caí feito um patinho. Por mais que a gente endureça, se desiluda, por mais que a gente se independa ou se fruste, por mais que a gente atravesse momentos difíceis num relacionamento e não saiba onde foi parar o frio na barriga, o olhar apaixonado, as gentilezas e o gosto gostoso do romance, é natural acreditar e querer o amor na nossa vida, ter alguém e torcer para que seja verdadeiro e duradouro. Só que torcer não basta, não é? A gente precisa trabalhar pra isso, lembrar todo dia dos motivos que nos uniram, cultivá-los e, importante, permanecermos apaixonáveis. Entendi uma coisa muito útil durante os meus (quase) 15 anos de casamento: pra termos ao nosso lado o companheiro dos nossos sonhos, precisamos, também, lembrar de ser a companheira dos sonhos dele.

Recentemente, uma amiga disse estar farta do “complexo de cinderela” que incutiram na gente. Essa mania que nós, mulheres, temos de viver em busca do príncipe encantado (e do felizes-para-sempre), de nos sentirmos incompletas enquanto não o encontramos ou, pior, frustadas quando o encontramos, mas ele não é tão encantado assim… Em parte, concordo com ela, acho até que é este tal complexo que faz com que a gente desista cedo do romance, uma vez que ele nunca é igual aos dos filmes. Também concordo que é fundamental nos escutarmos, nos conhecermos, irmos em busca do que nossa alma nos pede, desfrutarmos da nossa própria companhia, nos sentirmos livres. Então poderemos, livremente, escolher estar com alguém (ou não). Para sempre, enquanto felizes.

“Eu não seria o homem que sou hoje se não fosse pela mulher que aceitou casar comigo mais de 20 anos atrás”, disse Obama no discurso de posse. Batida a frase, né? Mas, pasmem, eu acredito na frase e acredito no Obama – ele realmente não estaria lá sem sua Michelle. Assim como o casal da Casa Branca, acredito nos relacionamentos em que um melhora o outro e constroem coisas juntos, se respeitam e se ajudam, ninguém se anula, têm planos em comum, relevam bobagens, dialogam, partilham uma taça de vinho, massageiam os pés, entendem a importância do “tempo com os amigos”, curtem sexo e o apimentam de vez em quando, se irritam com pequenas manias, brigam, discutem, ficam de mal, mas só querem ficar de bem.

Podem me chamar de piegas, antiquada, romântica, iludida… não dou a mínima. O amor me comove e ponto final.

linha7 Romance de novo

PS: ontem à noite, assisti ao filme Quando Me Apaixono (Then She Found Me), que mostra a vida conturbada de uma mulher de quase 40, louca para ter um filho e na iminência de uma separação. O filme não é nenhuma maravilha, força a barra em alguns pontos, mas vale a pena pela atuação incrível e emocionante da Helen Hunt (linda e sexy aos quase 50 anos!) e pelo diálogo final entre ela e Colin Firth. É um bom resumo de tudo que quis dizer até agora. Assistam e depois me contem, ok?

O que fizeram com o romance?

29
JAN
2013

Pequenos Grandes Prazeres

Romance

Ontem, li um artigo na Folha de São Paulo que tratava da dificuldade dos adolescentes e jovens desta geração em se relacionar afetivamente. A geração do “ficar” não entende nada de paquera e muito menos de conquista. Ao invés de marcar encontro, dizem onde vão estar através das redes sociais e quem quiser que se ache, troque uns beijos e tchau. O bate-papo “pra gente se conhecer melhor” é absolutamente desnecessário, já que todo mundo sabe tudo sobre todo mundo através do Facebook – o grande (e fracassado) cupido da atualidade. Uma pena.

É claro que existe um monte de coisas legais hoje em dia, mas fico triste quando penso em todas as coisas boas que morreram e que meus filhos não vão experimentar. E, se experimentarem, talvez nem gostem porque são estranhas ao “paladar” deles, são ultrapassadas mesmo. Tirei um tempinho pra pensar e consegui montar a listinha abaixo:

Romance 11 O que fizeram com o romance?

linha6 O que fizeram com o romance?

2. Assistir aos Flintstones, Os Jatsons, Tutubarão, A Caverna do Dragão, Os Impossíveis, Lula-Lelé, Zé Colméia, Smurfs, Manda-Chuva, a Formiga Atômica, a Tartaruga Touché e o Mr. Magoo!

linha6 O que fizeram com o romance?

3. Paquerar, paquerar, trocar olhares, sentir frio na barriga, torcer por uma investida e, só então, beijar na boca.

linha6 O que fizeram com o romance?

4. Trocar bilhetinhos com as amigas. (Pra que, se existem os torpedos?)

linha6 O que fizeram com o romance?

Romance 21 O que fizeram com o romance?

linha6 O que fizeram com o romance?

6. Ir pra noite cheia de expectativa, sem saber se vai conseguir encontrar o paquera – com o advento do “check-in”, hoje em dia todo mundo sabe onde está todo mundo (ok, isso talvez fosse útil na nossa época…).

linha6 O que fizeram com o romance?

7. Revelar fotos, ver quantas ficaram boas e quantas (tantas) ficaram péssimas. Já tive ótimas surpresas…linha6 O que fizeram com o romance?

8. Ouvir a melhor pergunta do mundo:

“quer namorar comigo?”

linha6 O que fizeram com o romance?

Romance 31 O que fizeram com o romance?

linha6 O que fizeram com o romance?

10. Flashdance, Footloose, De Volta Pro Futuro 1, 2 e 3, Karatê Kid, Stallone Cobra e todos do Jean Claude Van Damme (eu amava!!!), o Exterminador do Futuro, Dirty Dancing, Indianna Jones, Os Caça-Fantasmas e tantos outros!

linha6 O que fizeram com o romance?

11. Colecionar miniaturas das garrafas de Coca-Cola, Fanta e Taí.

linha6 O que fizeram com o romance?

12. Passear na Av. Nove de Julho no domingo à tarde e comer no Pastelito (eu adorava o Soberbo – pastel de frango com catupiry!).

linha6 O que fizeram com o romance?

Romance 41 O que fizeram com o romance?

linha6 O que fizeram com o romance?

Nossa, como eu gosto de ser ultrapassada! Vocês lembram de mais alguma coisa?

Baile de Carnaval da Vogue

25
JAN
2013

Descobertas

Baile Vogue

Vocês se lembram daquele trecho do famoso discurso do Steve Jobs, que postei há poucas semanas (veja aqui), em que ele se refere aos acontecimentos do passado como pontos que vão se conectando até se transformarem em fatos inesperados na nossa vida? Então, a conexão de uma sucessão de desses pontos (que não será necessário narrar) fizeram com que eu estivesse, ontem à noite, no Baile de Carnaval da Vogue, que aconteceu no Hotel Unique, em São Paulo e reuniu tanta gente bonita e estrelada que eu cheguei a ter vertigem, sem saber pra onde olhar.

Um fato um tanto bizarro para uma vida sossegada como a minha, mas foi muito divertido! Estava ali pra observar cada detalhe, por causa do meu outro blog, o Eventos em Série, no qual não faltará assunto para os próximos posts, pois a festa tinha o que há de melhor no mercado de eventos, a começar pelo lugar, obra-prima de Ruy Ohtake; dirigido pela linda, elegante e gentilíssima Melissa Oliveira. Comida muito boa e farta, com cardápio assinado (e fiscalizado de perto) pelo chef Emmanuel Bassoleil. Show animado da simpática Claudia Leite e, de quebra, participação especial da impagável Sabrina Sato, como mestre de cerimônias – ela é uma figura mesmo! Sem falar nas pernas esculturais… Desejei, por alguns instantes, que meu marido fosse cego.

É um evento para mulheres admirarem mulheres, com produções incríveis! Os homens ficam em segundo plano. Esbarrei em beldades como Fernanda Motta, Luciana Curtis, Thayla Ayala, Luiza Brunet (deusa desde sempre), Carol Ribeiro e, a mais bela de todas, Izabel Goulart (que mulher maravilhosa!). É interessante ver que de perto as celebridades se desmistificam. Continuam lindas e glamurosas, mas se tornam de carne e osso (algumas mais osso do que carne, é verdade), notei até algum nervosismo em algumas tops, quando foram convidadas ao palco; é tudo gente e nem as mais lindas estão livres de suas inseguranças e apreensões – só os loucos não as têm. Foi um barato, gostei demais.

Depois de uma breve passagem pelo Olimpo, estou de volta ao meu mundinho, ao meu delicioso mundinho. Ótimo final de semana pra vocês!

linha5 Baile de Carnaval da Vogue

Olha eu aí, pronta pra Vogue RG… Kkkkkk!

Renata Baile Vogue Baile de Carnaval da Vogue

maisquarenta

Sucesso

O que é sucesso pra você?

Há uns cinco ou seis anos, fiz um curso cujo tema era ...

Sunshine

Como tudo começou…

No dia 17 de dezembro do ano passado, por volta das 6h ...

Amigas

Hoje é o Dia do Amigo!

Numa pesquisa rápida na internet descobri que a amizad...