De passagem…

05
SET
2012

Inspirações

Untitled-2

A pintura da parede da minha casa deu bolhas e teremos que fazer tudo de novo, mas isso não é um problema. Saindo do salão, estraguei minha unha na hora de dar partida no carro, mas isso também não é um problema. Alguém riscou as letras “AU” na lataria do porta-malas do meu carro, o guarda-roupas dos meus filhos está (sempre) uma zona, preciso começar a pintar meu cabelo, chegou mais uma multa de trânsito e o trânsito na saída da escola é uma droga, mas nada disso é um problema. Ontem, eu vi uma mãe velar o corpo da filha, criança sorridente, vítima da doença que não gostamos de falar o nome e que leva tanta gente importante das nossas vidas. Tudo, absolutamente tudo, fica pequeno diante desta dor.

A gente sofre por compaixão de quem está sofrendo, mas também sofre o medo de passar por algo parecido, então dá uma vergonha danada de reclamar da vida. Perdas assim me fazem lembrar que o mundo não é meu, nem nada dentro dele, nem mesmo meus filhos. A vida não oferece garantias, nem prazos de validade.  Estar e ter quem se ama vivo e saudável é um milagre diário, que deve ser agradecido e desfrutado. Todo o resto é conquista nossa e tem conserto.

A natureza é perfeita e nos poupa de pensar o tempo todo que um dia a vida acaba, mas pode ser um estímulo importante lembrar disso de vez em quando.

Aos queridos S., A. e M. minhas orações, meu afeto e meu mais profundo pesar.

comentários

  1. adriana disse:

    Quando olhamos com amor, vemos além das roupas, além dos bens materiais, além das aparências, vemos a essência e valorizamos os pequenos detalhes que fazem a vida ser fascinante e encantadora….

envie seu comentário

maisquarenta

Untitled-2

De passagem…

A pintura da parede da minha casa deu bolhas e …...